Avançar para o conteúdo principal

Erros Comuns

Alguns dos erros mais comuns cometidos pelos donos:

• Utilizar a palavra “não” a toda hora. Evitar tal!

• Evitar "ralhar"” nos momentos em que o cão tiver dificuldades em relacionar o aviso ao comportamento errado que quer corrigir. Sem a certeza do motivo, o cão irá apenas se acostumar a ouvir o dono a "refilar" e não entenderá que se trata de uma punição.

• Muitas vezes, ao fazer algo errado, o cão está apenas a chamar a atenção. Cair nessa “armadilha” (por exemplo, correr atrás do animal para retirar um objeto da sua boca) reforçará esse comportamento.

• Usar violência física como punição é um erro grave que levará o cão a desenvolver distúrbios comportamentais, como medo excessivo e/ou agressividade. Além disso, depois de estabelecida essa prática, tornam-se remotas as possibilidades de reversões futuras no quadro comportamental.

• Se, no entanto, a punição for inevitável, é imprescindível escolher o momento exacto em que deve ocorrer. A melhor ocasião será durante a “intenção”, antes de o comportamento errado acontecer; ou ainda quando o comportamento errado está a acontecer, sendo ideal torná-lo desagradável ou sem graça. Depois do comportamento errado ter terminado, a punição fica sem sentido. A melhor estratégia será então tentar provocar a mesma situação novamente para, aí sim ser aplicada a punição.

Dica: Integrar o adestramento no dia-a-dia
É importante integrar os comandos no convívio com o seu cão e exercitá-los ao longo do dia. Por exemplo, sempre que lhe fizermos um carinho, devemos pedir para ele se sentar, deitar, dar a pata etc. Desta forma o cão habitua-se aos comandos do dono e assimila qual a gratificação.

Comentários

bruninha disse…
olá tudo bem?
aqui é a bruna e eu amei o seu blog....ele é demais!!!as imagens são perfeitas!!! e eu estou escrevendo este comentário para elogiar o seu blog e também para fazer um acordo:tem como vc adicionar o meu link no seu blog?
se estiver como, eu também te adiciono no meu blog....então se vc me linkar aí vc deixa um comentário no http://www.mundo-a-n-i-m-a-l.blogspot.com aí depois eu te adiciono também !!! ok

Mensagens populares deste blogue

Filme Marley & Eu - Labrador

Já estreou nos cinemas o filme "Marley & Eu" com Jennifer Aniston e Owen Wilson. A "vedeta" do filme é Marley, um Labrador "fofinho" e "gorducho".

Fiquem a saber mais acerca desta raça:
Considerados um dos melhores cães de companhia que existe, o Retriever do Labrador é um animal dotado com um carácter excepcional, afável, carinhoso e amigo das crianças. É bastante pacífico e sociável, uma vez que aceita com grande alegria as pessoas estranhas, bem como outros cães ou animais de estimação que surjam.
É um cão que ladra pouco pelo que é desaconselhado como cão de guarda. Necessita de estar sempre na companhia dos seus donos, já que não lida bem com a solidão e manifesta-o destruindo tudo o que estiver ao seu alcance, desde jardins às almofadas dos sofás.

São muito inteligentes, daí serem utilizados como guia para cegos e como cão farejador de drogas. Como cão de caça possui uma forte resistência e excelente faro. É fisicamente muito ágil e adapt…

Hotel para cães: a melhor forma de ir para férias descansado

Quem tem cães sabe que nem sempre é fácil levar o seu melhor amigo de quatro patas para férias. Algumas companhias aéreas recusam-se a transportar animais, a maior parte dos hotéis não tem condições para os alojar e o nosso melhor amigo nem sempre gosta de viajar! Portanto, a melhor forma de ir de férias descansado é mesmo deixar o membro mais peludo da família num hotel para cães ou arranjar um serviço de pet hosting.
Alojamentos para cães: como funciona um hotel para cães? Os alojamentos para cães são uma das melhores formas de garantir que o seu cão terá tudo o que precisa enquanto está ausente. Ao deixá-lo num hotel para cães, tem a certeza de que terá acesso a comida apropriada, água fresca, cuidados de higiene e a carinhos diários. Mais: em muitos hotéis, há também passeios, serviços de banho e tosquia e dezenas de atividades para animar o seu amigo de quatro patas. Em Portugal, já há vários hotéis para cães em Lisboa e no Porto.
O que é o pet hosting? Em cidades onde não existem ho…

Doenças Caninas: Viroses Caninas

As viroses são as principais doenças responsáveis pela morte de cachrorinhos.
A contaminação pode ocorrer por meio de urina, fezes e secreções de cães doentes. Este contágio ocorre especialmente devido à alta persistência do vírus no ambiente (cerca de 1 ano); por isso, deve-se manter os filhotes e cães não vacinados longe de locais onde existiram e existem animais infectados.
Nesta fase, é de vital importância manter os cães com as vacinas em dia e tomar os devidos cuidados de higiene para evitar as doenças.
Parvovirose
é transmitida principalmente pelas fezes de animais doentes que contaminam o ambiente e, consequentemente, outros animais, durante um passeio, dentro de casa ou através da sola de sapatos.
Sintomas:
Vómitos, diarréia, depressão, desidratação e outros que podem levar o animal à morte.

Cinomose
é uma doença febril altamente contagiosa, transmitida principalmente por via aérea, como uma gripe nos humanos. Também é uma grave doença dos cães.

Sintomas: secreções nasais, conj…