segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Sozinho em casa

As férias estão à porta e está na hora de visitar a família? Ou precisa de fazer uma viagem em trabalho? O que fazer com o Bobi ou o Tareco? Há sempre a possibilidade de levar o animal para um canil, mas nem sempre isso é viável ou economicamente exequivel. A melhor opção poderá ser deixar o animal em casa, aliás vários especialistas em comportamento animal afirmam que os animais lidam melhor com a ausência do dono quando ficam no seu território.
Pode sempre pedir a ajuda de um amigo ou colega, mas vai precisar de fazer alguns preparativos antes de se ausentar.

A melhor opção é a sua casa
Se tiver algum amigo ou colega que possa ir ou ficar em sua casa, é preferível que o animal fique no seu lar. Desta forma ele fica em território que lhe é familiar, não corre o perigo de contrair doenças (como tosse do canil), nem tem de ficar numa jaula pequena durante longos períodos de tempo ou numa casa em que não se sente confortável!

Mantenha a rotina diária
O seu animal sofrerá menos stress se a sua rotina diária se mantiver praticamente inalteravel. A pessoa que ficar a cuidar dele deverá imitar as actividades que o dono costuma fazer com o animal (o passeio matinal e de fim de tarde por ex.).

O dono é insubstituível
A pessoa que ficar a cuidar do seu animal deve ser prevenida sobre possíveis alterações no comportamento do seu cão ou gato. Um animal que seja muito apegado ao dono poderá ter falta de apetite, mas se este comportamento se mantiver deverá ter autonomia para levar o animal a um veterinário.

À prova de animal!
Lembre-se que o seu animal vai ficar durante períodos de tempo mais ou menos longos sozinho. Algumas coisas que nunca lhe chamaram a atenção podem tornar-se brinquedos irresistíveis. Prepare a sua casa e guarde tudo o que possa ser destruído pelo seu animal (ou perigoso para ele). E avise um amigo, caso o animal tenha que ficar na casa de alguém!

A caixa das surpresas
Arranje uma caixa e coloque lá dentro tudo o que a pessoa que vai ficar a tomar do seu animal possa precisar. Inclua medicamentos, guloseimas, trela, e muito brinquedos.

Reduza a ansiedade
O seu animal pressente quando o dono se está a preparar para uma viagem. Simplesmente por que ao inves de estar a ver Tv esta a fazer as malas e anda mais agitado de um lado para o outro. Se possível, reduza o stress do animal fazendo as malas uns dias antes de partir. Assim pode voltar à sua rotina e acalma-lo.

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Acessórios de Animais

Agora pode encontrar os mais diversos artigos em leiloes na net para o seu animal de estimação aos melhores preços no Leiloes.net (www.leiloes.net)

Na Secção
Animais do leiloes.net encontra um espaço dedicado exclusivamente a artigos para o seu amigo/animal.

Porque não dão uma vista de olhos?

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Cão de Água Português

Cão de Pescadores, vive na costa de Portugal, em especial no Algarve. É o ascendente do Caniche. Temperamento ardente, inteligente e obediente.

Cabeça forte e larga, com stop pronunciado, narinas pretas nos pretos e nos brancos ou malhados e acastanhadas nos castanhos, orelhas pendentes, tronco curto, cauda grossa na base enrolando-se em óculo; pelagem encaracolada ou encarapinhada, cor preta, castanha ou branca unicolor ou malhada de branco (manalvo) ou (quadralvo). Bom nadador e mergulhador.

Altura: 43 a 57 cm.

Clube de raça: Clube do Cão de Água Português

Dentes para que vos quero...

Não há limites para o que um cão possa querer arrastar para um canto e mastigar!
Especialmente na fase de mudança de dentição e crescimento dos dentes!
Mantas, almofadas, roupa interior, chinelos, sapatos, livros, cassetes de vídeo ou mesmo aquele documento ou disquete tão importantes para o trabalho, tudo pode ser mordido...

A verdade é que os cães gostam e precisam de roer coisas durante várias fases da sua vida: ou porque estão a crescer os dentes, ou porque são velhinhos e o seu organismo sente necessidade de cálcio, ou simplesmente porque sentem necessidade de exercitar aquilo por que são mais conhecidos, os dentes.

Para tentar resolver este problema, certifique-se de que o seu cão tem sempre bastantes coisas para mastigar: ossos, ossos artificiais, ossos ou outros brinquedos de borracha próprios para cães.